Desprezar

Imagem

 

 

Os olhos dela estavam nos meus, a música estava alta e agredia meus ouvidos, mas eu não me importava, por que ela estava olhando para mim, sorria para mim e apesar de estar jogando o cabelo para todos os lados ao movimento da música estava linda e eu apaixonado.

Sabia que a tinha magoado, mas sabia que ela ainda era minha, estava só me provocando, querendo me ferir, deixando que todos aqueles marmanjos olhassem para ela, sabia que queria me ver tirando ela do meio deles, talvez um ou dois socos na cara de alguém e sair correndo dali e então ela brigaria comigo, gritaria e diria que eu não tinha esse direito, que eu não era nada pra ela, eu ficaria em silêncio e simplesmente a beijaria até que retribuísse.

Mas não essa noite, essa noite eu iria esquecê-la e poderia ser o machista que todas dizem que sou, mas hoje eu estava livre, livre das garras dela, livre da angustia de seduzi-la para tê-la ao meu lado.

E apesar de estar apaixonado eu a queria longe, longe de mim, fora de mim.

Levantei o rosto para voltar a olhar em seus olhos, então vi a compreensão brilhar em seu olhar, ela estava parada no meio da pista de dança e enquanto olhava para mim podia sentir sua raiva, ela tinha entendido que eu a desprezava.

Desprezava toda sua falsidade e todo aquele fingimento, desprezava seu ar de menina doce, odiava o modo como ela me usava para ser popular.

Levantei sabendo que ali seria o fim por que eu desprezava até seu último fio de cabelo.

Anellise Duarte

Anúncios

Instigante

Imagem

Você consegue fazer com que toda essa ladainha fique charmosa, todo esse papo de que é alto suficiente e que não precisa de amor me parece apenas insegurança, medo, e é assim que todas se encantam por você…

O seu quê de garoto impossível, inacessível, cheio de opiniões e cheio das graças, o conjunto que toda garota quer, você consegue ferir o coração das pessoas simplesmente por existir, simplesmente por ser você mesmo…

E todo esse ar de juventude, de rebeldia e felicidade contagia de um modo instigante, irritante, fascinante, te conquistar é um desafio tremendo, impossível de não tentar, mas eu me contento em ser sua amiga, não tenho a pretensão de te segurar, não quero tirar toda essa sua liberdade e sinceridade que me conquistaram, prefiro ser algo, a não ser nada…

Talvez a pessoa certa ainda não tenha chegado a sua vida, talvez você não tenha experimentado realmente o amor, talvez você esteja protegido dentro de um coração de ferro, inacessível, e não estou disposta a enfrentar isso…

Eu amo primeiro a mim, antes de amar você, amo a vida como ela é para mim e gosto do jeito que a vê, somos felizes assim, não?

 

Por Anellise Duarte

– Você sabe que é minha…
– Não seja ridículo.
– Você sabe que não estou sendo, sabe o que sente e sabe o que eu sinto…
– Como posso saber o que você sente? Como? Me solta, me deixa ir embora…
– Eu não posso.
– Por que não?
– Por que eu te amo…

Melhor assim …

Imagem

 

Eu quero que você vá embora, quero te esquecer, quero a minha doce ignorância de volta, quero voltar à época em que eu não te conhecia, na época que eu nem sabia que você existia, volta pro teu mundo e deixa o meu em paz.

Esquece que um dia eu te amei, fingi que nunca estive aqui, devolva a minha felicidade, não me escreva, não me ligue, mostre-me que você é capaz de ser forte e me esquecer.

Não pertencemos um ao outro, não finge que não está entendendo, me de um último abraço, um último beijo e volte para sua cidade, você vai superar, eu vou ficar bem.

Amanhã sua vida será outra, sem mim, eu sem você, mas você vai ver, será melhor assim.

Anellise

Comigo …

comigo

Eu queria entender o meu coração, queria saber o que ele pensa que está fazendo, deixando a porta aberta para você entrar, fingindo que não liga, mas totalmente atento a você, descobrindo cada passo que você dá, não brinca com meu coração, ele é bobo, mesquinho e totalmente burro, um coração idiota, inocente e que quer amar.

Não finja que você não sabe, não diga que eu me enganei, que confundi suas palavras, que era tudo amizade, que não passava disso… Amizade. Cansei de impedir o meu coração de ser feliz, por favor diz que quer ser feliz comigo!

Por Anellise Duarte 

Usando ³ …

Usando ³ ...

 

-Você é um idiota.

-Não, você é um idiota.

– Parem com isso os dois. – Gritou a enfermeira que estava tentando estancar o sangue que corria pelo meu rosto. – Onde vocês estavam com a cabeça? Sair assim às tapas, sem nenhum motivo aparente.

– Foi por minha causa. – Disse a ela baixinho.

Não estava orgulhosa disso, nunca sonhei em ter duas pessoas brigando pela minha atenção, mas no fundo eu deveria saber que isso aconteceria, talvez fosse o que eu queria, tudo começou porque eu queria usar Darius no meu plano maligno de fazer ciúmes a Daniel, mas nunca imaginei que ele gostasse de mim, muito menos que eu fosse gostar dele.

– Desculpa Hellen, eu não te empurrei de propósito, não queria te machucar, só queria machucar ele. – Disse Daniel apontando para Darius.

– É muito cara de pau. – Respondeu Darius.

– Vou quebrar tua cara de novo.

– Pode vir.

– Parem, por favor! – Gritei para os dois.

– Pode ir querida, sua mãe virá lhe buscar, não foi nada grave, sua testa vai voltar a ser a mesma. – Disse  a Enfermeira sorrindo maternalmente para mim. – Darius pode ir também.

– E eu? – Perguntou Daniel.

– Se prometer que não vai mais se meter em brigas, pode sim.

Peguei minha bolsa, levantei da maca e fui até Darius.

– Você quer vir comigo até em casa, é com a minha mãe é claro, mas talvez você queira uma limonada…

– Vou com você aonde você quiser que eu vá.

Sorri pra ele, peguei sua mão e saímos para o corredor, antes de alcançarmos a saída, ouvi Daniel chamar meu nome.

– Hellen! … Espera, por favor. – Ela estava com um olho inchado e sua boca tinha uma grande ferida. – Hellen, me desculpa, mas eu não entendo, como você pode fazer isso comigo?

Vire-me para ele, achei que deveriam lhe dizer aquelas palavras.

– Por todo esse tempo em que fui sua amiga eu te amei, e ainda te amo, quero que você seja muito feliz, mas agora você não é mais meu amigo, é só um colega, você nunca percebeu que eu estava aqui, bem do seu lado, você nunca olhou para mim, eu gosto do Darius e acho que ele gosta de mim, você não vai estragar isso.

Olhei para Daniel e depois para Darius, os dois tinham a expressão de surpresa mais engraçada do mundo, teria rido se não estivesse tão decidida a não dar o braço a torcer.

– Você vem comigo?

Darius pegou minha mão e saímos do colégio.

 

 Por Anellise Duarte 

Usando … ²

Imagem

– Qual é o seu problema? – Perguntou-me Daniel.

– Como assim? – Perguntei sem saber o motivo daquele exagero.

– Eu não acredito que você teve a coragem de sair com aquele cara…

– Como você soube disso? – Levantei da mesa, toda a escola estava no refeitório e apesar de no começo o plano ser Daniel descobrir e ficar com ciúmes no final das contas meu encontro com Darius tinha sido perfeito e agora eu simplesmente queria esquecer que Daniel existia.

– Não fuja de mim Hellen, volte aqui! – Gritou Daniel, mas eu o ignorei. – Você não pode me ignorar assim, você sabe que aquele cara não presta …

– Você não o conhece, não tem direito sobre a minha vida – Gritei para ele ignorando todos os olhares ao nosso redor.

– O que está acontecendo Hellen? – Darius pegou na minha mão e me puxou para perto dele.

– Não é nada… – Disse me virando para ele.

– Tire as mãos dela… – Gritou Daniel se jogando em cima de Darius e me empurrando para lado.

E tudo o que consegui ver foi um borrão que era Darius e Daniel rolando pelo chão, gritos em coro e sangue escorrendo da minha cabeça.

Droga.

Imagem

” Droga.

Foi a primeira palavra que passou pela minha cabeça, ele sorriu, e lá veio ela de novo a bendita palavrinha que eu não deveria dizer. Droga.

Não era para isso acontecer, eu não tinha ido lá para fazer isso, era uma coisa seria, era o meu futuro, um sonho que estava se realizando, e eu lá me apaixonando, por uma pessoa que não conheço. Droga.

Como poderia resistir, ele sorriu pra mim, admito que é um ponto fraco meu… Sorrisos, como o dele. Droga.

Droga. Droga. Droga.

Eu quero gritar, dizer não, xingar o meu coração, mas tudo que consegui é sorri de volta pra ele, acompanhar a conversa e não desgrudar o olhos de seu rosto…

Lá vou de novo… Meu coração está todo animado, pulando, dizendo já estava na hora de um novo romance, mas eu não quero, mentira eu quero sim, acho que estou meio cega, meio bêbada com essa nova sensação.

Droga. Acho que estou apaixonada.

Droga.”

 

Por Anellise Duarte 

resto…

resto...

Ele estava sentando, rindo, feliz, com os colegas em torno dele, a única coisa em que conseguia pensar é em como eu estava apaixonada e isso era extremamente ruim, não é legal se apaixonar e não ter esperança nenhuma de ser correspondida.

Ele se levantou, passou por mim com um copo na mão, puxou uma mexa do meu cabelo e sorriu pra mim, doeu, feriu, por que ele faz isso comigo? Já estava na hora de encarar a realidade e perceber que isso já deveria ter passado que ou eu admito que o amo e pergunto se tenho chances ou finjo que isso nunca passou pela minha cabeça.

– No que você esta pensando? – Perguntou desviando o caminho e sentando ao meu lado.

– Nada, só que aquele cara ali… – Apontei pra alguém qualquer. – …não para de olhar pra mim. Falo sorrindo esperando alguma reação que me de alguma dica.

– Acho que ele não está olhando agora… – Ele diz se curvando em minha direção.

– É, acho que ele desistiu…

– Então acho que ele é um idiota.

Ele sorriu, beijou minha bochecha e sussurro em meu ouvido.

– Você  é linda… – Sorriu para mim e voltou para os colegas levando com ele o resto que ainda tinha do meu coração sobre o meu poder …

Por Anellise Duarte

2012 … =]

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2012 deste blog.

Aqui está um resumo:

600 pessoas chegaram ao topo do Monte Everest em 2012. Este blog tem cerca de 3.100 visualizações em 2012. Se cada pessoa que chegou ao topo do Monte Everest visitasse este blog, levaria 5 anos para ter este tanto de visitação.

Clique aqui para ver o relatório completo

Boba de mim…

4209604222_3215d4ae77

A verdade é que eu queria te conhecer saber o seu nome e do que você gosta, mas eu sei bem lá no fundo, que estou me enganando, finjo que você teve algum interesse sabendo que a sua vida é completamente diferente da minha, sabendo que deve haver alguém mais interessante do que eu pra você…

Mas eu não pude evitar que meu coração sorrisse pensando, quem sabe é você, quem sabe é agora … Mas minha razão diz que não, e eu sei que está certa, coração bobo, idiota, acha que pode brincar assim comigo e que não haveria consequências, boba de mim em deixar que isso acontecesse, acho que não fui esperta o suficiente…

O que me consola, e o que me da medo é que talvez a gente nunca mais vá se ver, e talvez eu esqueça bem rápido que você levou um pedacinho meu…

Um pequeno e verdadeiro desabafo 

Anellise Duarte 

As pessoas erram, simples assim, erram, acertam e erram novamente.

Existem aquelas que erram e admitem e aquelas que erram e fingem que são perfeitas, (risadas de escárnio), como se o mundo errasse em achar se quer que elas erraram…

Eu sou do tipo : ” Ei! Eu errei, eu sei, me desculpe, vou consertar e acertar da proxima vez…”, mas pessoas assim nunca tem a chance de acertar ou até mesmo de tentar outra vez.

Sinto o meu coração esmagado quando ouço a frase – “Você errou tudo!” – Engulo em seco, finjo estar bem e me controlo para que as lágrimas não caiam, até o ponto em que desisto de tudo e mando tudo à …. Deixa pra lá, afinal de contas ninguém merece essa resposta, todos merecem respeito, ou pelo menos deveriam merecer, ou talvez não, eu não sei…

Sei que aqueles que admitem os seus erram tem os meu parabéns, gritem bem alto EU ERREI!! E DAÍ? !! – (tamo junto)

Aos que se acham perfeitos e que só os outros erram e você não eu digo, tenho pena de você….

Da próxima vez que alguém disser que errei pra aprender ou amadurecer, digo de volta… Hipócrita!

Um pequeno e verdadeiro desabafo